Luvas e Vestimentas Aluminizadas: Saiba como higienizar corretamente

Os Equipamentos de Proteção Individual são itens obrigatórios aos trabalhadores expostos a situações que possam causar danos à sua saúde e segurança. As Normas Regulamentadoras regem que é dever do empregador oferecer e treinar o colaborador para o uso desses EPIs de forma gratuita. Entretanto, é de responsabilidade do trabalhador zelar pela conservação e manutenção de seus equipamentos.

Mas nem sempre o profissional é orientado da maneira correta, e o mau uso acaba diminuindo a vida útil do material. A fim de ajudá-lo na manutenção de seus equipamentos, separamos algumas dicas que podem prolongar o uso das suas Luvas Aluminizadas ou Vestimentas Aluminizadas. Fique ligado!

Como higienizar seu EPI Aluminizado?

Respingos, suor, poeira e mais uma série de substâncias vão aderindo aos EPIs durante a sua utilização e podem acabar comprometendo a sua eficácia, por isso, é fundamental lavar o equipamento regularmente, mantendo-o sempre limpo e bem conservado. Afinal de contas, a sujeira pode impedir que uma fissura no material seja notada e o calor radiante, por exemplo, acabe causando queimaduras ao colaborador.

Como lavar as Luvas Aluminizadas?

As Luvas Aluminizadas são indicadas para proteção das mãos contra agentes térmicos. Por isso, são confeccionadas totalmente em aramida carbono aluminizado, o que permite uma alta resistência ao atrito. Já sua forração interna é feita em multicamadas de tecido de lã animal e tecido de algodão antichama, garantindo um maior conforto ao trabalhador.

Com tantas camadas e materiais envolvidos na produção de um EPI não é de se espantar que alguns trabalhadores tenham dúvidas da forma correta de higienizá-los e acabem adiando essa limpeza. Mas, realizar a lavagem das Luvas Aluminizadas é bem mais simples do que se possa imaginar, basta seguir às nossas orientações:

  • nada de jogar sua luva na máquina de lavar! A lavagem deve ser manual e realizada separadamente das demais vestimentas;
  • evite produtos abrasivos e corrosivos;
  • utilize um pano úmido ou uma esponja de cerdas macias para limpar a face aluminizada;
  • o sabão deve ser neutro e não devem ser utilizados alvejantes ou produtos à base de cloro;
  • enxágue abundantemente;
  • deixe suas luvas secarem naturalmente à sombra;
  • nunca guarde seu EPI úmido. Evite a proliferação de bactérias.

Como lavar as demais Vestimentas Aluminizadas?

Elas são responsáveis por formar o Conjunto Aluminizado que protege os profissionais em ambientes com altíssima emissão de raios infravermelhos. Caso o EPI esteja em condições inadequadas, essa exposição pode ocasionar desde desidratação a queimaduras graves e problemas na visão.

Por isso, antes do visor do seu capuz aluminizado embaçar, fique de olho nas dicas para lavar suas Vestimentas de forma correta!

  • lave as roupas de fibras aramidas separadas de outras fibras;
  • embora alguns fabricantes permitam que os EPIs Aluminizados sejam lavados na máquina de lavar com centrifugação mínima, o ideal é que a vestimenta seja lavada manualmente;
  • assim como nas Luvas, a parte aluminizada deve ser limpa preferencialmente com pano macio e úmido;
  • utilize sabão ou detergente neutro;
  • não utilize alvejantes clorados, nem produtos abrasivos;
  • para melhor higienização interna, vire a peça pelo avesso e lave o forro;

para manchas, pode-se utilizar uma escova de cerdas macias. Já para as mais resistentes deve-se utilizar um solvente cítrico não inflamável;

  • lembre-se de enxaguar abundantemente;
  • a secagem deve ser realizada sempre à sombra, na vertical;
  • não guarde seu EPI molhado ou úmido;
  • evite dobrar a vestimenta e guarde-a em local adequado.

Vale lembrar ainda que EPIs com visores, como o Capuz Aluminizado, devem ser limpos apenas com um pano úmido e macio. Evite ainda a lavagem a seco, uma vez que o uso de certos solventes pode tornar o tecido altamente inflamável, o que não seria nenhum pouco interessante para quem trabalha exposto a Altas Temperaturas!

De que outras formas a vida útil de um EPI Aluminizado pode ser prolongada?

Além da higienização, a correta utilização é imprescindível para prolongar a vida útil de um EPI, como:

  • o Equipamento de Proteção Individual precisa estar adequado ao corpo do trabalhador, de modo que este se sinta confortável ao realizar suas funções;
  • o EPI deve ser utilizado apenas para o risco conta o qual foi indicado e por profissionais capacitados;
  • em casos de término de sua validade, descosturas, rasgos ou excesso de sujeira, é necessário fazer a troca ou reparo da vestimenta;
  • antes de sua utilização, o EPI deve passar por uma inspeção (visual) que confirme a sua integridade.

Seguindo essas orientações, empresa e funcionário garantem não só a durabilidade dos Equipamentos de Proteção individual, mas a saúde e segurança no ambiente de trabalho.

Agora, conta para gente: você ainda tem dúvidas quanto à higienização dos EPIs para Alta Temperatura? De quanto em quanto tempo você faz essa limpeza? Compartilhe conosco a sua experiência!

Até a próxima!

Pedro Bezerra
SUPREMA | EPIs para Alta Temperatura